Guia da Glicose → Tudo Sobre Glicose Alta e Baixa

Olá, aqui é Dr Rocha e o assunto hoje é a glicose! Nesse nosso bate papo você vai entender tudo sobre esse importante tema, repleto de dúvidas e mitos.

Vou explicar com detalhes o que é a glicose, sua importância, a relação entre glicose e insulina, o que leva ao diabetes (tipo 1 e 2), sintomas de glicose alta e glicose baixa (as famosas hiperglicemia e hipoglicemia) e como se alimentar para tratar a hiperglicemia.

Introdução

Guia da Glicose!A glicose é um assunto de extrema importância, tanto para profissionais de saúde (médicos, enfermeiros, nutricionistas, educadores físicos, etc), quanto para as pessoas em geral. Eu digo isso porque quando o assunto é glicose, estamos cercados de mitos e dúvidas diversas que surgem pela desinformação dos próprios profissionais de saúde, da imensa maioria deles (quase a totalidade).

Entender a glicose é definitivamente a chave para compreender porque você engorda, porque você desenvolve diabetes (tipo 2 e em alguns casos até tipo 1) e porque você desenvolve resistência à insulina, uma condição pouco falada e que é a base da obesidade, da diabetes, hipertensão e aumento de triglicerídeos. O conjunto de todas essas doenças é chamado de síndrome metabólica.

O que é a Glicose

Em primeiro lugar vamos entender o que é a glicose e sua importância para as células do corpo. A glicose é um tipo de carboidrato, um dos três principais macronutrientes usados pelo nosso corpo (os outros dois são as proteínas e as gorduras).

A glicose é uma fonte de combustível das células do nosso corpo, oferecendo energia para cada célula, tecido e órgão do nosso corpo. Ela é importante mas sua importância ao longo das últimas 4 décadas foi superestimada ou seja, foi tão enfatizada que isso gerou uma epidemia de obesidade e diabetes tipo 2 sem precedentes na história da humanidade a partir do final da década de 70.

O excesso de glicose da má alimentação atual gera com o tempo um quadro persistente de hiperglicemia ou seja, de glicose alta no sangue. No começo o corpo consegue manter o nível de glicose normal no sangue, às custas da produção contínua de insulina. Mas com o tempo o pâncreas que é o órgão que produz insulina (vermos com mais detalhes isso um pouco adiante) vai ficando comprometido de tanto produzir insulina e a diabetes surge, podendo surgir também a obesidade e outros problemas.

exame-de-glicose

Como é Feito o Exame de Glicose

A medida dos níveis de glicose no sangue pode ser feita a partir de alguns exames laboratoriais. A glicemia de jejum, a hemoglobina glicosilada (ou glicada) e glicemia pós-prandial são juntos os exames mais importantes para saber como estão os níveis de glicose no sangue.

Se a glicose está alta, normal ou baixa (hipoglicemia). Se há diabetes ou pré-diabetes (intolerância à glicose). Outro exame importante é a glicemia capilar, que pode ser feita em casa com um aparelho chamado glicosímetro. Mas ele não serve pra diagnosticar a doença (diabetes). O glicosímetro ajuda no acompanhamento da doença e pode sugerir o diagnóstico que deve ser confirmado pela glicemia de jejum feita por 2 vezes seguidas. A glicemia de jejum deve ser feita pela manhã e como o nome diz em jejum ou seja, sem ter comido nada na madrugada e na manhã do exame.

O sangue é colhido no laboratório e esses são os valores de referência adotados no Brasil pela Sociedade Brasileira de Diabetes:

  • Glicemia Normal: Até 99 mg/dl.
  • Glicemia Alterada (Pré-Diabetes): De 110 a 126 mg/dl.
  • Diabetes: Acima de 126 mg/dl.

Lembrando que de acordo com esses critérios o diagnóstico de diabetes só é confirmado pela glicemia de jejum se for repetido e der acima de 126 mg/dl. Em outro artigo eu falarei sobre a hemoglobina glicada (ou glicosilada) e sobre a glicemia pós-prandial.

Qual é a Ação da Insulina

Qual é a Ação da Insulina?A insulina é um hormônio produzido por um órgão muito importante do nosso corpo chamado pâncreas. Mas o pâncreas também produz outros hormônios importantes como o glucagon por exemplo. As células beta do pâncreas produzem insulina e ela tem um papel fundamental no nosso corpo: colocar a glicose dentro das células de todo o nosso corpo. Mas porque você pode me perguntar? Porque a glicose quando em valores elevados é tóxica para o nosso corpo.

Ela começa a destruir as células, tecidos e órgãos do nosso organismo se estiver elevada. A alimentação atual à base de trigo, açucar, cereais integrais, alimentos lights e outros alimentos industriais, possuem alta quantidade de açucar, de glicose. Isso faz com que seu corpo produza grandes quantidades de insulina para colocar esse excesso de glicose para dentro das células.

Com o tempo, as células vão se tornando resistentes e não conseguem mais absorver essa glicose. Começa então a surgir o que chamamos de resistência à insulina, que é a incapacidade da insulina colocar a glicose dentro das células do seu corpo.

O resultado disso é que a hiperglicemia, a famosa glicose alta no sangue, que gera diabetes, ganho de peso (obesidade) e em muitos casos até pressão alta e triglicerídeos elevados (um tipo de gordura inflamatória perigosa produzido no fígado). Essa é a causa principal da diabetes tipo 2: a resistência à insulina causada principalmente por uma péssima alimentação dos dias atuais.

A insulina elevada o tempo todo por uma má alimentação gera diabetes e obesidade ou sobrepeso, gerando acúmulo de gordura na barriga e no fígado (fígado gorduroso). Isso é muito ruim para a saúde e aumenta muito as chances de desenvolver um infarto, trombose ou derrame cerebral.

sintomas-glicose-alta

Sintomas da Glicose Alta

Já escrevi com detalhes em outro artigo sobre os sintomas da glicose alta (link do artigo). Os principais sintomas são: sede excessiva, fome excessiva, urinar muito, cansaço excessivo (fadiga) e em diabéticos tipo 1 uma perda rápida de peso e hálito com odor característico.

No caso de quem é diabético tipo 2 que é o mais comum na maioria das vezes, você tem ganho de peso com sobrepeso ou obesidade e pode não haver sintomas. Nesses casos o paciente descobre que está com diabetes quando faz um exame de rotina.

Como Se Alimentar Para Tratar a Hiperglicemia

Alimentação Saudável!Um dos grandes problemas do tratamento atual dos diabéticos é a desinformação dos profissionais de saúde (médicos, nutricionistas, dentre outros). Eles insistem em recomendar uma alimentação rica em carboidratos, apesar de ser óbvio que isso piore a saúde de quem é diabético.

Afinal se o problema do diabético (seja tipo 1 ou tipo 2) é não conseguir lidar com a glicose, porque adotar uma alimentação rica em carboidratos refinados ou integrais (trigo, açucar, cereais diversos, alimentos lights)?

Isso acaba gerando a necessidade de tomar altas dosagens de medicação e piora a saúde dos pacientes, levando a diversas complicações terríveis e evitáveis: cegueira, amputações, impotência sexual, insuficiência renal, tromboses, infartos, derrames e outras…

Adotar uma alimentação pobre em carboidratos é fundamental para a saúde de quem é diabético. Substituir os carboidratos refinados e integrais (trigo, açucar, massas, granola, etc) por carboidratos fibrosos (hortaliças) e gorduras saudáveis (ovos, óleo de coco, dentre outras) e proteínas de alto valor biológico (carnes, peixes, etc) é também outro aspecto importante a ser adotado e a boa ciência ou seja, estudos de elevado nível de evidência científica das maiores universidades do mundo (como a Universidade de Harvard) e inclusive a Suécia já adotou essa alimentação oficialmente.

abacate-boa-alimentacao

Hipoglicemia

Uma pergunta que recebo com frequência nos treinamentos que dou pela internet e palestras é a seguinte: Dr Rocha, e a hipoglicemia, a famosa glicose baixa?

Eu digo que ela ocorre principalmente pelo uso excessivo de hipoglicemiantes orais, pelo excesso de atividade física ou pela má alimentação frequente à base de trigo, açúcar e alimentos lights, que geram picos de insulina e quedas abruptas da glicose no sangue que somadas ao excesso de medicação levam à hipoglicemia. Alguns chamam de hipoglicemia reativa.

Os sintomas quando a glicose está abaixo de 60 mg/dl são: suor em excesso, sonolência, fraqueza, apatia, coração acelerado (taquicardia), tremores, visão dupla, confusão mental, fome brusca e em alguns casos até desmaios.

Nesse caso é necessário diminuir a dosagem da medicação e se alimentar de forma correta, evitando farináceos de trigo, alimentos lights, cereais integrais. A glicose baixa ou hipoglicemia é muito comum na gravidez e o tratamento é adotar uma alimentação de baixo carboidrato, rica em proteínas de alto valor biológico e gorduras saudáveis (abacate, óleo de coco, dentre outras).

Intolerância à Glicose ou Pré-Diabetes

A Pré-Diabetes ou intolerância à glicose é o primeiro passo antes do paciente se tornar diabético tipo 2. Em 90% dos casos ele está associado à sobrepeso ou obesidade e a resistência à insulina é a causa base conforme já falei anteriormente. Geralmente a glicemia fica entre 108 mg/dl a 126 mg/dl e evolui para diabetes tipo 2.

Dicas Finais Para Normalização da Glicose

Controlar e Reverter a Diabetes!A boa ciência nos mostra hoje que é possível tratar a diabetes adotando uma alimentação de baixo carboidrato, retirando alimentos industriais de uma forma geral, retomando a alimentação dos nossos antepassados. Fazer atividade física regular e melhorar o sono também é importante.

Como Hipócrates, o pai da medicina já dizia há milhares de anos atrás, devemos fazer da nossa alimentação o nosso principal remédio. Resgatar uma alimentação natural é o primeiro passo para controlar sua diabetes, diminuir a medicação e em muitos casos (de diabéticos tipo 2) até reverter, como já tenho observado em centenas de pacientes e alunos pelo Brasil afora.

Um forte abraço e até o nosso próximo bate-papo!
Dr Rocha

 

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (1.290 votes, average: 4,80 out of 5)
Loading...

Posts Relacionados

Comentarios

  1. José Campanuci Calvelli

    Estou muito ansioso com o início do treinamento pois sei que vai ser muito bom porque tenho vários depoimentos de pessoas que estão muito felizes. A gente percebe que Dr. Rocha é um médico diferenciado pela atenção e dedicação com os seus clientes. Sinceramente nunca vi nada igual. Deus o proteja!

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom!
      Agradecemos o carinho e a confiança em nosso trabalho!
      Qualquer dúvida envie e-mail para nosso atendimento: suporte@drrocha.com.br.
      Grande Abraço!
      Equipe de suporte.

  2. djair furlan

    olha estou no programa diabetes controlada do dr rocha faz 2 mese emagreçi 10 kilos e minha glicemia que tava a 270 agora e80 e a glicada ta em 5.0 ainda falta seguir alguns itens mais eu chego la nao comi ainda o abacate o oleo de coco o coco os morangos e frutas vermelhas tudo isso e para agora na segunda etapa mis chego la com fe e esperança e viva o senhor de tudo isso dr rocha

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom!
      Agradecemos o carinho e a confiança em nosso trabalho!
      Qualquer dúvida envie e-mail para nosso atendimento: suporte@drrocha.com.br.
      Grande Abraço!
      Equipe de suporte.

  3. Rosimeire

    Hola Dr Rocha ja mandei emails,ja mandei msg no fecebook e nem o suportes e nem o senhor me deu uma solução sobre minhas duvidas.
    Gostaria de entender porque me faz este tipo de coisa..
    Quando comprei o projeto diabetes controlada nao era isso que o senhor falava nos videos.
    Dai resolvi comprar o projeto viver magra em 7 semanas também não era isso que senhor falava nos videos,ja estamos na 6 semanas e eu não perdi nem um peso e fasso a alimentação correta e porque não perdo peso não diminui a insulina..
    Eu so estou cobrando por aquilo que paguei,espero que Dr me entenda necessito ajuda por favor te peço em nome Deus se o senhor creer nel me ajuda…
    Muito Obrigado Por tudo….
    Desta vez espero ter uma soluçao….

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom!

      Nosso atendimento é realizado apenas via e-mail: suporte@drrocha.com.br para os alunos do Dr. Rocha, em um prazo de 72 horas uteis.

      Aguardamos seu contato!
      Equipe de suporte!

  4. GENILTON F.Ferreira

    Só preciso comprar ok

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom! Para saber mais sobre os nossos programas ou atendimento para os alunos do Dr. Rocha, acesse nosso e-mail de atendimento: suporte@drrocha.com.br.
      Aguardamos seu contato!
      Equipe de suporte!

  5. silvana santos

    gostei muito , há mais ou menos 5 meses que sigo as suas dicas e até já faço parte do seu projeto mudei radicalmente a minha alimentação, tirei carboidratos refinados a diabetes que já me persegue há 3 anos já esta vá 386 a minha glicose baixou para 150/160, também passei a fazer hidroginástica estava indo tudo muito bem ate que escorreguei na cozinha e quebrei o meu pé tive que fazer uma cirurgia e desde então estou limitada continuo fazendo a minha alimentação inteligente mas não faço exercícios,a glicemia sobe e desce ,ainda tomo metformina ,mas qdo melhorar ,tenho fé que irei consegui deixar os remédios com a ajuda de Deus e com a sua ajuda sei que vou vencer !

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom!
      Agradecemos o carinho e a confiança em nosso trabalho!
      Desejamos melhoras. Qualquer dúvida envie e-mail para nosso atendimento: suporte@drrocha.com.br.
      Grande Abraço!
      Equipe de suporte.

  6. manasses dias de campos

    a minha diabets e de 220 a 254 tomo glefagem 500 nao consigo baixa-la pela sua explicasçao tenho que mudar a alimentaçao

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom!
      Nosso atendimento é realizado apenas por e-mail !
      Envie-nos sua dúvida para nosso e-mail de atendimento: suporte@drrocha.com.br assim poderemos lhe auxiliar
      melhor sobre nosso tratamento !
      Equipe de suporte.

  7. Gorete Medeiros

    Olá Dr. Rocha, bom dia! Sou muito grata pelas publicações dos seus artigos. Gostaria que fizesse alguma matérias referente a ingestão de frutas, principalmente a banana.

    • suporte@drrocha.com.br

      Queremos que saiba que nossa equipe estará sempre pronta para te servir. Em caso de dúvidas, solicitações e até mesmo sugestões, sejam técnicas ou nutricionais, basta encaminhar um e-mail para o suporte Dr. Rocha (suporte@drrocha.com.br).

      Grande Abraço!
      Equipe de suporte.

  8. Leila Márcia Dos Reis

    Ola boa tarde gostaria de saber se após os trinta dias terei que seguir a mesma dieta?

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá Marcia, tudo bom!

      Você ira aprender a ter uma vida mais saudável seguido as orientações do Dr. Rocha, então porque não leva isso para a vida toda? Quando alcançar seu objetivo vale a pena levar consigo tudo o que aprendeu.

      Grande abraço!
      Equipe de suporte!

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário