Cirurgia Bariátrica → Saiba Como Funciona, Todos os Tipos e Efeitos Colaterais!

Olá, aqui é o Dr. Rocha e hoje irei falar sobre um tipo de cirurgia que vem crescendo cada vez mais entre os brasileiros: A cirurgia bariátrica.

Em determinados casos, mudanças alimentares, bem como prática de atividades físicas são impossíveis de serem implementadas. Nessas situações, apenas uma intervenção cirúrgica mais efetiva, pode resolver o problema.

 

A cirurgia bariátrica, também conhecida como cirurgia de redução de estômago é indicada para pacientes que possuem um índice de massa corporal – o famoso IMC maior do que 40 kg/m². Ou seja, quando o paciente está em estado de obesidade extrema e com uma série de problemas de saúde.

Diferentes Tipos de Cirurgia

Muita gente desconhece, mas atualmente existem diferentes tipos de cirurgia bariátrica, vou falar a seguir de maneira breve, as diferenças entre cada uma delas.

Cirurgia de aplicação de banda gástrica ajustávelCirurgia de aplicação de banda gástrica ajustável

Esse tipo de cirurgia consiste na colocação de um anel de silicone com uma câmara pneumática interna na porção inicial do estômago. Essa câmara se comunica através de um tubo a um pequeno dispositivo implantado debaixo da pele dos pacientes.

Através dele pode-se inflar a câmara pneumática de modo a restringir ou liberar mais fluxo de alimentos através dela.

Gastrectomia vertical

Também conhecida como cirurgia bariátrica sleeve essa cirurgia consiste em retirar cerca de dois terços do estômago em seu eixo vertical transformando-o em um tubo afilado.

A bariátrica sleeve se baseia em dois princípios: O da restrição de volume alimentar ingerido e o da retirada de uma área do estômago onde é produzido um hormônio chamado grelina5, responsável pela sensação de fome.

Esse tipo de cirurgia é bastante indicada para pacientes com anemias crônicas, bem como osteoporose grave ou qualquer outro problema de saúde que necessitem da primeira porção do intestino para absorção de medicamentos.

Cirurgia bariátrica de derivação biliopancreática

Consiste basicamente em retirar dois terços do estômago em seu eixo vertical – de maneira semelhante à bariátrica sleeve, porém, é feito um desvio intestinal ampliado, deixando apenas uma área próxima a um terço do estômago para que haja absorção de nutrientes.

Por ser uma cirurgia mais invasiva, ela é indicada para pacientes que precisam perder grandes quantidades de peso.

Cirurgia bariátrica de Fobi-capella

Também conhecida como cirurgia bariátrica bypass, consiste basicamente na realização de um desvio. A cirurgia bypass realiza uma redução de estômago através de um grampeamento.

O estômago é divido em duas partes, uma menor que será por onde o alimento irá transitar e outra maior que ficará isolada. Esse pequeno estômago será ligado ao intestino para que o alimento possa seguir seu curso natural. A vantagem dessa cirurgia é que ela pode ser reversível.

 

Balão intragástricoBalão intragástrico

Também conhecido como balão gástrico esse procedimento nada mais é do que um recurso que consiste na colocação de um balão de silicone no estômago através de endoscopia que preenche aproximadamente 50% da cavidade gástrica.

Esse balão promove diminuição do apetite e aumento da saciedade. Quando bem indicado pode proporcionar reeducação de hábitos alimentares e melhora da relação do indivíduo com a comida, bem como seus impulsos alimentares.

Principais Indicações e Objetivos da Cirurgia Bariátrica

Analisando as informações de todas as cirurgias de redução de estômago, muitas alunas me fazem o seguinte questionamento: Dr. Rocha, afinal, quais são as principais indicações e objetivos da realização de uma cirurgia de redução de estômago ou colocação do balão gástrico?

Entre as principais indicações desse tipo de cirurgia estão a diminuição de peso que pode de maneira exclusiva levar o paciente ao desenvolvimento do diabetes tipo II.

Como sempre gosto de citar, a principal maneira de se perder peso de maneira adequada é através de mudanças de hábitos alimentares e prática de atividades físicas.

Como todos sabemos, emagrecer de maneira correta demanda tempo e paciência. Porém, muitas pessoas infelizmente não querem esperar para emagrecer e se submetem a cirurgias bariátricas para acelerar esse processo – algo indicado por médicos que visam apenas lucro e não saúde de pacientes com esse perfil, podendo inclusive, os colocar em risco desnecessário.

A cirurgia bariátrica visa reverter quadros de obesidade extrema – onde uma série de fatores não permite um emagrecimento natural, além disso, esse tipo de cirurgia é recomendada para sanar problemas de resistência à insulina e diabetes tipo II.

Como se sabe a grande quantidade de gordura corporal proporciona resistência insulínica, que culmina no diabetes e pode trazer consigo uma série de problemas de saúde, como pé diabético, AVC, hipercolesterolemia, infarto e problemas renais, por exemplo.

Riscos e Complicações da Cirurgia Bariátrica

Como toda cirurgia, a cirurgia bariátrica contém seus riscos, complicações e em alguns casos, efeitos colaterais, entre os principais estão:

  • Náuseas e vômitos;
  • Surgimento de fístula, onde ocorre o vazamento do conteúdo do estomago ou intestino para cavidade abdominal – causando infecções;
  • Rompimento da linha do grampo a longo prazo;
  • Embolia pulmonar;
  • Sangramentos;
  • Hérnias;
  • Distúrbios nutricionais;
  • Alterações psicológicas;
  • Má absorção de nutrientes;
  • Reganho de peso;
  • Surgimento de doenças, como anemias e osteoporose;
  • Óbito.

Alimentação estratégica é a melhor saída

A ânsia pelo novo e o desejo de mudar de maneira imediata faz com que muitas pessoas acabem se submetendo de maneira desnecessária a esse tipo de cirurgia.

A primeira forma de buscar uma perda de peso de maneira qualitativa é saudável é através de uma alimentação estratégica, aliada a uma atividade física que lhe dê prazer.

Ingerir vegetais verdes folhosos como brócolis, acelga, alface, espinafre, rúcula, agrião, brócolis e muitos outros aumenta a oferta de minerais, vitaminas e antioxidantes e trazem uma série de benefícios a saúde, além é claro de serem de grande valia em um emagrecimento saudável.

Alie a isso, alimentos que sejam boas fontes de proteínas de alto valor biológico, e também de gordura de qualidade e pronto! Será necessário apenas uma pequena dose de paciência para que uma diminuição de peso qualitativa ocorra.

A não ser que você esteja em um quadro realmente irreversível, evite se submeter a cirurgias e riscos desnecessários. A alimentação estratégica deve ser sua base de saúde para todos os momentos de sua vida.

Quer saber como tornar tudo ainda mais fácil?

Estudando muito sobre emagrecimento verdadeiro, eu descobri que muitos alimentos vendidos como saudáveis e para quem quer emagrecer, na verdade escondem muito açúcar. A quantidade de mitos é enorme e eu REVELO tudo em um treinamento que eu criei exclusivamente para você mulher que quer emagrecer de verdade, sem remédios e sem precisar passar fome.

Estou falando do Treinamento Viver Magra em 7 Semanas. Nele eu vou te ensinar tudo sobre emagrecimento verdadeiro e você vai ver que existem gorduras boas que potencializam a perda de peso. Saiba mais clicando aqui.

 

Alimentação estratégica é a melhor saída

Eu vou ficando por aqui.

Me despeço desejando paz, saúde, amor e felicidade.

Gostou do texto? Curta, comente e compartilhe.

Forte abraço e até a próxima.

Posts Relacionados

Comentarios

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário