Dieta Sem Glúten → Emagrece Mesmo? Descubra Aqui!

Olá, aqui é o Dr. Rocha falando e hoje irei falar sobre um tema muito interessante que certamente irá interessar um grande número de pessoas: A Dieta sem glúten.

Afinal O Que É O Glúten?
Afinal O Que É O Glúten?

O que é o Glúten? Essa é uma pergunta que ouço com grande frequência de minhas alunas, e que também deve ser uma dúvida de muitas outras pessoas. Então, vamos respondê-la.

Ele está presente em massas como macarrão, pães, bolos e biscoitos, mas não é um carboidrato. Diferente do que muita gente pensa e acredita, o glúten é uma proteína. Na verdade, um conjunto delas.

O glúten é a combinação de dois grupos de proteínas: a gluteína e a gliadina, que são encontradas dentro de grãos de trigo, cevada e centeio – de maneira mais precisa no endosperma, a reserva nutritiva do embrião dos cereais citados.

Alimentos Que Contêm Glúten

Existe uma série de alimentos que possuem o glúten em sua composição. Separei a seguir, uma grande lista mostrando basicamente os principais. São eles:

  • Pães, torradas, biscoitos, massas e bolos;
  • Cerveja, pizza, salgadinhos, hambúrguer, cachorro quente;
  • Sêmola de trigo, Gérmen de trigo, Triguilho;
  • Ketchup, maionese, molho shoyu;
  • Salsciha, temperos industrializados;
  • Sucrilhos, barrinha de cereais, xaropes e determinados medicamentos;
  • Hóstia distribuída em missas realizadas na igreja;
  • Molhos brancos;
  • Sopas desidratadas;
  • Temperos prontos.

Portanto quem segue uma dieta sem glúten, basicamente não pode ingerir esses alimentos.

Dieta Sem Glúten, O Que É?

A exemplo da dieta em lactose, a dieta sem glúten nada mais é do que um plano alimentar onde a pessoa não ingere nenhum alimento que contenha essa proteína.

Ela pode ser feita tanto por pessoas celíacas ou então que tenham intolerância ao glúten, tanto por pessoas normais, ou seja que não apresentem nenhum tipo de problema de com a proteína.

Malefícios do Glúten

Muitas de minhas alunas me questionam sobre os efeitos do glúten no organismo: Dr. Rocha é verdade que o ele pode fazer mal à saúde de quem o ingere com frequência?

Eu respondo que sim. Por isso, separei alguns dos quais julgo serem os maiores malefícios dessa proteína. Confira a seguir.

Prisão de ventre e distensões abdominais

O glúten é uma proteína um tanto quanto difícil de ser digerida por quem a consome. É muito comum pessoas que começam a fazer a dieta sem glúten relatar uma sensação de alivio abdominal e melhora de problemas gastrointestinais, como prisão de ventre e dores de estômago.

Chance de desenvolvimento de câncer

A dificuldade de digestão do glúten tem também efeitos sobre a formação de cancros no organismo de seus consumidores.

Pessoas que ingerem glúten em grandes quantidades estão mais susceptíveis ao desenvolvimento de cânceres no aparelho digestório, tais como câncer de intestino ou então câncer de cólon, ou reto.

Isso, pelo simples fato do glúten demorar para ser digerido pelo organismo. Quem faz a dieta sem glúten automaticamente se protege desse tipo de problema.

Desenvolvimento de diabetesDesenvolvimento de diabetes

Na verdade, a chance de desenvolvimento de diabetes está relacionada de maneira tímida com o glúten.

Como a proteína está presente em alimentos ricos em carboidratos, quem ingere bastante glúten, automaticamente ingere grandes quantidades de carboidrato, portanto, possui mais chances de desenvolver o diabetes.

Estudos recentes demonstraram que pessoas que praticam a dieta sem glúten, possuem menores chances de desenvolvimento de diabetes.

Dieta Sem Glúten Emagrece Mesmo?

É grande o número de pessoas que praticam esse tipo de dieta pelos seus benefícios à saúde e também é claro, pelas chances de emagrecimento. Muitas de minhas alunas me questionam sobre essa maneira de emagrecer: Dr. Rocha, é verdade que essa dieta pode promover o emagrecimento?

Eu respondo que em partes.

Essa dieta visa basicamente a retirada de alimentos que contenham glúten em sua composição. Algo que automaticamente diminui a ingestão de carboidrato – que favorece o acúmulo de gordura corporal, portanto, a dieta sem glúten pode favorecer o emagrecimento.

Mas como eu sempre digo, não há dieta, tampouco alimentos milagrosos capazes de promover o emagrecimento. Se você deseja emagrecer, deve fazer uma reeducação alimentar e adotar hábitos saudáveis no seu dia a dia.

O Tipo de Carboidrato É ImportanteO Tipo de Carboidrato É Importante

Como já disse aqui algumas vezes, existem diferentes tipos de carboidratos. Os carboidratos refinados e de alto índice glicêmico elevam rapidamente a glicemia sanguínea e estimulam um pico de insulina que pode resultar em acumulo de gordura corporal.

É importante ressaltar que uma dieta sem glúten só vai ser eficaz se ela não for rica em carboidratos simples.

Vejam o seguinte exemplo:

As farinhas de arroz e de mandioca são opções de farinhas que não contêm glúten em suas composições, porém elas são ricas em carboidratos simples, algo que dificultaria todo o processo de emagrecimento.

O ideal nesse caso seria optar por farinha de coco ou então farinha proveniente de sementes oleaginosas, que possuem gorduras boas em suas composições, além de possuir carboidratos de baixo índice glicêmico.

É importante retirar o glúten? Sim! Porém, também é muito importante ter conhecimento sobre o tipo de carboidrato presente nos alimentos que você irá ingerir.

Alimentação Estratégica É FundamentalAlimentação Estratégica É Fundamental

Como gosto de dizer, uma alimentação estratégica é a melhor forma de uma pessoa obter saúde, qualidade de vida, bem-estar e boa forma física de maneira duradoura.

A base principal desse tipo de alimentação é ingerir em grandes quantidades vegetais verdes folhosos que são ricos em vitaminas, minerais, antioxidantes e fibra alimentar.

Os vegetais são responsáveis basicamente por regular uma série de funções corporais, mantendo o organismo em plena harmonia e funcionando sem nenhum tipo de problema.

Outra recomendação desse tipo de alimentação a ingestão de grandes quantidades de gorduras de qualidade, bem como proteínas de alto valor biológico.

Enquanto as gorduras de qualidade fornecem energia para o bom funcionamento das funções vitais, as proteínas garantem a manutenção e estabilidade de uma série de tecidos, além de ser fundamental para o bom funcionamento do nosso sistema imunológico, algo que automaticamente se reflete em saúde.

Pratique uma alimentação estratégica e colha os bons frutos desse estilo de vida.

Eu vou ficando por aqui!

Me despeço desejando saúde, paz, amor e sorte.

Gostou do artigo? Comente e compartilhe.

Forte abraço e até a próxima.

Posts Relacionados

Comentarios

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário