Jejum Intermitente → Emagrece? É Saudável? (Saiba TUDO Aqui!)

Olá, aqui é o Dr. Rocha falando e hoje quero falar sobre um tema um tanto quanto espinhoso, delicado e muito polêmico que vem sendo praticado por um número cada vez maior de pessoas, estou falando do Jejum intermitente.

O Que É

Antes de mais nada vamos explicar do que se trata essa metodologia de alimentação que vem sendo amplamente utilizada, mas que precisa ser orientada de maneira correta por profissionais da saúde.

O Jejum intermitente é o nome dado ao estilo de alimentação que alterna períodos de jejum com períodos de alimentação.

Diferentemente do que é proposto em muitas dietas, esse estilo de alimentação não se baseia em quais alimentos comer, e sim quando se faz necessário se alimentar.

Portanto, diferente do que muita gente pensa e acredita eu afirmo que essa prática não é uma dieta e sim um estilo de alimentação.

Diferentes ProtocolosDiferentes Protocolos

Como gosto de dizer para minhas alunas, a ciência da alimentação e nutrição não é algo exato, algo que funciona para mim, pode não funcionar para você. Isso ocorre pelo simples fato de termos uma genética individual, um metabolismo individual.

Existem pessoas que adotam o jejum intermitente e conquistam bons resultados, enquanto há quem o tenha praticado e não tenha obtido nenhum tipo de êxito. Isso se chama variabilidade genética.

Para praticar esse estilo de alimentação muitas vezes se adotam diferentes tipos de protocolos, ou seja, adotam-se alguns períodos de jejum. Os protocolos mais utilizados consistem nos seguintes períodos de jejum:

  • 12 horas;
  • 16 horas;
  • 17 horas;
  • 22 horas;
  • 24 horas;
  • 26 horas.

Muitas vezes o jejum intermitente é feito em um período de 24 horas de modo a facilitar a programação e realização de tarefas diárias das pessoas que o praticam.

E Os Malefícios À Saúde?

Muitas de minhas alunas se preocupam com os efeitos que os longos períodos em jejum podem causar à saúde e me questionam da seguinte maneira: Dr. Rocha, passar longos períodos sem se alimentar não pode trazer danos à saúde?

Uma coisa é certa: Nossos ancestrais certamente não faziam três refeições diárias, tampouco lanches intermediários, muito menos se alimentavam a cada três horas, como recomendam muitos médicos e nutricionistas.

De acordo com historiadores, homens da caverna comiam tudo que podiam, mas somente quando podiam. De preferência comiam os alimentos mais gordos que pudessem encontrar, uma vez que era difícil encontrar alimentos e os períodos de jejum eram longos e frequentes.

E nem por isso essas pessoas tinham os problemas de saúde que existem nos dias atuais.

Como O Jejum Intermitente Funciona?

Esse estilo de alimentação prega uma baixa ingestão de carboidratos, e preconiza que sejam utilizados alimentos naturais, como carnes, peixes, vegetais e frutas. Quando os alimentos ricos em carboidratos forem diminuídos da dieta, automaticamente a fome também irá diminuir.

Além de diminuir os níveis de carboidrato, deve-se evitar também o uso de açúcar e outros adoçantes artificiais. Isso leva um pouco de tempo, porém rapidamente o paladar irá se adaptar ao real sabor do café, sucos e chás.

A partir do momento em que o organismo se acostuma com a ausência de glicose proveniente da alimentação, os níveis de insulina automaticamente irão baixar.

Com baixos níveis de insulina, a vontade de comer automaticamente será reduzida, essa redução de apetite fará com que o organismo se adapte aos longos períodos de jejum intermitente e utilize a gordura corporal como fonte de energia. É pura bioquímica.

Principais Benefícios

Muitas alunas, após minhas explicações sobre estilo de alimentação ainda são um pouco céticas quanto a adoção dessa prática e me fazem o seguinte questionamento: Dr. Rocha, quais são os benefícios do Jejum intermitente?

Esse estilo de alimentação pode trazer uma série de benefícios aos seus praticantes, confira a seguir quais julgo serem os melhores desses benefícios.

Promove eficiência das mitocôndriasPromove eficiência das mitocôndrias

As mitocôndrias são organelas presentes nas células responsáveis por gerar energia. Embora a glicose seja uma importante fonte energética para o organismo, ela também estimula a resistência à insulina, que pode causar uma série de problemas de saúde, entre eles o diabetes.

O jejum intermitente auxilia a redefinir a utilização de gordura corporal como combustível energético, potencializando o trabalho das mitocôndrias. Essa eficiência das organelas faz com o organismo passe a utilizar gordura corporal ao invés de glicose como fonte de energia.

Prevenção de problemas cardiovasculares

Com a utilização de gordura como principal fonte energética, automaticamente os níveis de gordura corporal irão diminuir.

Isso faz com que muitos problemas cardiovasculares como infartos, AVC, trombose, insuficiência renal sejam prevenidos, trazendo mais saúde e qualidade de vida aos adeptos desse tipo de alimentação.

Facilita o processo de emagrecimento

Com a ausência de glicose circulante no organismo e o corpo utilizando basicamente gordura como fonte de energia, automaticamente ocorre uma diminuição dos níveis de gordura corporal, algo que automaticamente favorece o processo de perda de peso e emagrecimento.

Além de trazer benefícios à saúde, esse tipo de alimentação também traz bons resultados estéticos aos seus praticantes.

Nem Todas As Pessoas Podem Praticar O Jejum IntermitenteNem Todas As Pessoas Podem Praticar O Jejum Intermitente

Embora eu tenha mostrado cientificamente que esse tipo de alimentação realmente funciona e pode trazer uma série de benefícios aos seus adeptos, existe um grupo de pessoas que não podem seguir esse estilo de vida, são eles:

  • Crianças;
  • Adolescentes;
  • Mulheres grávidas;
  • Idosos;

Como disse anteriormente, cada organismo é único, e existem uma série de questões adaptativas que variam de pessoas para pessoas.

Conclusão

O jejum intermitente não deve ser feito sem orientação profissional. Nutricionistas e médicos são os profissionais da saúde mais adequados para realizar uma avaliação individualizada, antes de qualquer pessoa iniciar esse tipo de alimentação.

As respostas de cada organismo podem ser diferentes, portanto se você resolver seguir com o jejum intermitente e ver resultados positivos, prossiga, no entanto, se você se sentir mal, comunique ao profissional que está te orientando e abandone a prática.

Devemos sempre prezar por nossa saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Eu vou ficando por aqui!

Me despeço desejando saúde, paz, amor, felicidade e sorte.

Gostou do texto? Curta, comente e compartilhe!

Forte abraço e até a próxima. 

Posts Relacionados

Comentarios

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário