Lombalgia → Descubra como revenir essa dor que não passa!

Olá, aqui é o Dr. Rocha. No artigo de hoje irei falar sobre um problema de saúde bastante conhecido, crônico e que acomete um grande número de pessoas. O tema de hoje é lombalgia.

 

O Que é

dor nas costasA lombalgia é definida por ortopedistas como uma dor na região lombar, a região mais baixa da coluna que fica próxima da bacia.

Popularmente é chamada de lumbago, dor nos rins ou dor nas costas.

Esse problema pode ainda se estender para regiões das nádegas, coxas e em casos mais extremos podem alcançar até mesmo os joelhos.

Trata-se de uma condição de saúde muito prevalente em todo o mundo. Quando ocorre de maneira crônica ela pode fazer com que a pessoa fique incapacitada de exercer suas atividades corriqueiras.

De acordo com dados da OMS – Organização Mundial da Saúde, mais de 85% da população mundial sofre algum episódio de lombalgia em algum momento da vida. Esse tipo de dor é o segundo motivo mais frequente de ida ao médico aqui no Brasil.

Diferentes Tipos

Em termos médicos, a lombalgia é classificada em dois tipos diferentes. São elas:

  • Lombalgia aguda;
  • Lombalgia crônica.

A seguir mostrarei a diferença entre esses dois tipos da doença.


Lombalgia aguda

A lombalgia aguda é a forma mais comum da doença. Ela pode persistir por dois meses. A lombalgia aguda normalmente atinge pessoas jovens e não possui nenhum fator desencadeante definido.

Ela normalmente ocorre logo após a realização de alguma tarefa que demanda esforço físico.

Lombalgia crônica

Já a lombalgia crônica possui uma duração diferente do que o tipo agudo da doença. Sua duração ultrapassa facilmente os 4 meses e, na maioria das vezes, atinge pessoas na faixa dos 40 anos de idade. Normalmente a causa é a inflamação de algum nervo da coluna.

Principais Causas

Normalmente a principal causa de uma lombalgia é a postura. Seja para sentar, levantar, andar ou carregar determinados objetos. As atividades do dia a dia normalmente sobrecarregam as articulações da coluna, podendo obstruir canais nervosos e dar origem a esse desconfortável problema de saúde.

Além disso, há outras causas desta doença que podem ser:

  • Infecções;
  • Inflamações;
  • Artrite;
  • Artrose;
  • Hérnia de disco;
  • Osteoporose;
  • Lesões provenientes de práticas esportivas;
  • Traumas por quedas;
  • Estenoses;
  • Estresse;
  • Estiramento de músculos ou ligamentos;
  • Ferimentos em estruturas lombares;
  • Disfunção de articulação;
  • Doença degenerativa do disco;
  • Deformidades ósseas.

 

Principais Sintomas de Lombalgia

A lombalgia é uma doença que possui sintomas clínicos semelhantes a muitas outras doenças. Por isso uma anamnese médica e alguns exames detalhados são de suma importância para diagnóstico correto dessa doença.

Os principais sintomas são:

  • Dores frequentes na região da coluna lombar;
  • Formigamento das pernas, pés e nádegas;
  • Piora/aumento da sensação de dor após longos períodos sentado ou deitado;
  • Dores que não passam mesmo mudando de posição.
  • Contrações musculares repentinas;
  • Limitações de movimentos pélvicos;
  • Incômodo para realizar simples caminhadas;
  • Dificuldade para dormir;
  • Ansiedade exacerbada (proveniente das dificuldades apresentadas).

Diagnóstico

Em alguns casos a lombalgia pode ser diagnosticada apenas com a realização de exames físicos e conversa entre paciente e médico. Durante a consulta alguns procedimentos como palpação, testes de reflexologia, amplitude de movimento e teste neurológico poderão ser realizados para avaliar a atual situação do paciente.

Porém, para um diagnóstico correto alguns exames de imagem podem ser solicitados pelo médico. Entre os mais comuns estão: Raio-X, ressonância magnética, tomografia computadorizada e até mesmo ultrassonografia localizada.

 Tratamento

A lombalgia é uma doença totalmente curável e o seu tratamento é um tanto quanto simples e rápido de ser realizado.

Algo muito importante de ser feito antes do tratamento ser iniciado é a identificação da causa. Dessa maneira, o médico será capaz de utilizar o tratamento mais eficaz, além de prevenir a reincidência do problema.

Os tratamentos mais comuns desta doença são:

  • Utilização de medicamentos;
  • Adoção de técnicas alternativas;
  • Cirurgia.

Falarei resumidamente sobre cada uma delas. Confiram.

Utilização de medicamentosUtilização de medicamentos

Medicamentos são geralmente a primeira opção para aliviar as dores e sintomas desse problema.

O médico prescreve medicamentos como analgésicos, relaxantes musculares e também anti-inflamatórios para aliviar a dor do paciente. Normalmente as dores tendem a desaparecer, mas podem trazer alguns efeitos colaterais.

Adoção de técnicas alternativas

Uma série de técnicas alternativas podem ser adotadas por pacientes que querem se ver livres dessas temidas dores. Entre as técnicas alternativas mais comuns estão:

  • Sessões de alongamento;
  • Sessões de acupuntura;
  • Sessões de fisioterapia;
  • Aulas de yoga/meditação;
  • Aulas de natação ou hidroginástica
  • RPG;
  • Quiropraxia;
  • Musculação;
  • Massagens terapêuticas.

Cirurgia

A cirurgia só deve ser utilizada como último recurso de tratamento, e é geralmente o que ocorre.

Muitos médicos e pacientes recorrem para a cirurgia após tentativas frustradas de eliminar as dores da região lombar com medicamentos e técnicas alternativas.

As cirurgias visando reverter os quadros de lombalgia normalmente costumam consertar alguma deformidade das vértebras ou então diminuir a pressão sobre as terminações nervosas.

Embora possa trazer alívio ao paciente, uma cirurgia lombar não é garantia de que o problema será sanado totalmente.

Alternativas Naturais podem ser uma excelente saída

Embora muita gente não acredite, é possível tratar problemas de saúde através da utilização de alternativas naturais como fitoterápicos.

Os fitoterápicos nada mais são do que substâncias obtidas de alimentos funcionais ou ervas medicinais que dificilmente apresentam efeitos colaterais ou contraindicações de uso.

Essas alternativas naturais podem ser utilizadas na forma de cápsulas, cremes, pomadas, géis ou infusões.

fitoterápicos No caso da lombalgia, pacientes com dores podem utilizar chás calmantes, além de cápsulas com ações antioxidantes capazes de causar um relaxamento da musculatura.

Além disso, géis feitos com plantas, como é o caso da arnica, pode ser uma excelente estratégia no que diz respeito ao alivio das dores.

Porém, para utilizar compostos fitoterápicos de modo seguro é preciso que haja conhecimento e informações relevantes sobre o assunto.

Assim como os alimentos, as alternativas naturais também são grandes aliadas da nossa saúde.

Participe do treinamento online gratuito que revela a melhor forma de tratar doenças atacando a raiz do problema. Garanta a sua vaga clicando aqui.

 

Eu vou ficando por aqui.

Se você gostou do artigo de hoje deixe seu comentário e compartilhe com seus amigos.

Forte abraço e até a próxima.

Dr. Rocha!

Posts Relacionados

Comentarios

  1. Laurinda

    Eu estava mesmo precisando saber disso

    • suporte@drrocha.com.br

      😉
      Equipe Dr. Rocha.

  2. Leonora

    Olá gostaria de falar com o suporte

  3. Matilde

    Sofro muito com isso….

    • suporte@drrocha.com.br

      Poxa, Matilde. 🙁
      Equipe Dr. Rocha.

  4. Sonia

    O video está otimo

    • suporte@drrocha.com.br

      Obrigado!
      Equipe Dr. Rocha.

  5. Regina

    Que legal adoro videos1!!!

    • suporte@drrocha.com.br

      Que bom, Regina!
      Equipe Dr. Rocha.

  6. Rosemere

    Qual remedio tomo contra isso?

    • suporte@drrocha.com.br

      Não recomendamos nenhum tipo de medicamento, procure um médico presencial!
      Equipe Dr. Rocha.

  7. Veronica

    Sou muito estressada, o estresse tem a ver?

    • suporte@drrocha.com.br

      O estresse é uma das principais causas.
      Equipe Dr. Rocha.

  8. Zenaide

    O que causa lombalgia?

    • suporte@drrocha.com.br

      A principal causa de uma lombalgia é a postura. 😉
      Equipe Dr. Rocha.

  9. Susana

    Dr rocha, acha que devo fazer a cirurgia? tenho 60 anos

    • suporte@drrocha.com.br

      Não recomendamos nenhum procedimento cirúrgico. Procure um médico presencial.
      Equipe Dr. Rocha.

  10. Selma

    A cirurgia resolve 100%?

    • suporte@drrocha.com.br

      Como foi dito no artigo acima: “Embora possa trazer alívio ao paciente, uma cirurgia lombar não é garantia de que o problema será sanado totalmente.”
      Equipe Dr. Rocha.

  11. Guto Santos

    Sofrendo com dores … Principalmente nas primeiras horas da manhã 😥

    • suporte@drrocha.com.br

      Poxa, Guto.
      Recomendamos que procure um médico presencial para que ele possa de auxiliar da melhor forma!
      Equipe Dr. Rocha.

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário