Meningite → Prevenção, Complicações e Tratamento

Olá, aqui é o Dr. Rocha. No texto de hoje eu vou compartilhar com você informações importantes sobre uma doença perigosa que merece toda a nossa atenção, pois ela ataca diretamente o cérebro. Essa doença terrível é a Meningite.

 

o que é meningiteO que é a Meningite?

Trata-se de uma inflamação que atinge as meninges. As meninges são as membranas que envolvem o nosso cérebro. Existem diferentes tipos de meningite (como mostrarei a seguir) e para todos eles há causas e sintomas semelhantes.

Você Conhece os Diferentes Tipos?

Na maioria das vezes, essa enfermidade é causada por infecção de vírus ou bactérias. No entanto, embora menos comum, a doença pode também ser causada pela presença de fungos.

Os três tipos existentes são:

  • Viral;
  • Bacteriana;
  • Fúngica.

causas da meningiteCausas

As causas dessa doença variam de acordo com o tipo.

O tipo mais comum é a viral. A bacteriana, como o nome já diz, é causada por uma série de bactérias. Por fim, a mais rara delas é a fúngica, causada por fungos.

Meningite viral

A meningite viral pode ser causada por uma série de vírus. Essa é a forma mais comum e menos perigosa da doença, inclusive, muitas vezes não exige tratamento. Os vírus que causam esse tipo de Meningite, normalmente são transmitidos via alimentos, objetos contaminados e água.

Meningite bacteriana

A bacteriana é a forma mais grave da doença. Ela ocorre quando a bactéria entra na corrente sanguínea, consegue passar pela barreira hematoencefálica e chega até o cérebro.

É comum que essa forma ocorra em decorrência de outra doença. Como uma infecção de ouvido, fratura ou até mesmo alguma cirurgia. As principais bactérias causadoras da doença são:

  • Streptococcus Pneumoniae (pneumococo) – também causadora de pneumonia e infecções de ouvido;
  • Neisseria Meningitidis – conhecida por infecções do trato respiratório e pelo alto poder de multiplicação;
  • Haemophilus Influenzae – bactéria causadora de uma série de infecções respiratórias. Sua expansão foi controlada através de vacinas;
  • Listeria Monocytogenes – um tipo de bactéria pouco agressiva, que normalmente ataca pessoas com imunidade comprometida, como crianças, idosos e grávidas.

meningite fúngicaMeningite fúngica

Já a fúngica, é o tipo mais raro. Causada por fungos, como o nome já diz, esse tipo pode fazer com que os pacientes apresentem quadros crônicos da doença. Seus efeitos são similares aos da Meningite Bacteriana, por isso, inspira cuidados específicos.

Outros fatores que podem ocasionar episódios de meningite são: uso de medicamentos, determinados tipos de câncer e inflamações generalizadas.

Sintomas podem causar confusão no início

Os sinais dessa enfermidade são pouco específicos no começo. A doença normalmente é confundida com gripes e resfriados por conta dos sintomas iniciais.

Normalmente, pacientes acometidos pela doença apresentam os seguintes sintomas:

  • Febre alta, podendo ultrapassar os 39ºC de modo repentino;
  • Fortes dores de cabeça;
  • Rigidez muscular;
  • Náuseas e vômitos;
  • Convulsões;
  • Sonolência;
  • Cansaço;
  • Confusão mental;
  • Dificuldade de concentração;
  • Diminuição ou falta de apetite;
  • Rachaduras e surgimento de manchas vermelhas espalhadas pelo corpo.
  • Sensibilidade à luminosidade.

Em bebês recém-nascidos dois sinais são característicos de Meningite. Moleira tensa e inquietação. Normalmente, um choro mais atenuado, diferente do eventual é indício desse tipo de problema de saúde.

Diagnóstico Rápido e Preciso

Por ser uma doença potencialmente perigosa, a preocupação com seu diagnóstico é algo comum.

O diagnóstico de Meningite é fácil de ser obtido e normalmente é feito por um médico especialista, como neurologista ou infectologista.

O primeiro passo é levar em conta o histórico do paciente. O médico exame diagnósticonormalmente se atenta aos sintomas apresentados e realiza um exame físico detalhado. Porém, a pesquisa continua.

O diagnóstico de meningite pode ser feito pelo especialista tendo como base o histórico do paciente, um exame físico e alguns exames específicos.

Normalmente coleta-se o liquor – líquido cefalorraquidiano. Esse líquido hidrata e protege todo o sistema nervoso, inclusive a meninge. Além disso, é feito coletas de sangue. Nesses dois tipos de fluidos, são feitas pesquisas de microrganismos, especialmente as bactérias para determinar a doença.

Além disso, exames de imagem também podem ser feitos. Tomografia, Raio-X e ressonância magnética podem ser feitos para procuras sinais de infecção pelo corpo.

Tratamento depende diretamente do tipo de causa

Como citei anteriormente, o tratamento para meningite viral não é feito. A doença normalmente desaparece sozinha. A terapia indicada nesse caso é o aumento de consumo de água, repouso e uso de medicamentos analgésicos para aliviar dores e sintomas.

Em casos de Meningite bactérias o tratamento consiste no uso de medicamentos antibióticos. Além disso, é comum o uso de corticoides como forma de evitar futuras complicações.

bacteriasQuando as causas da doença não são claras, médicos normalmente fazem uma mistura de medicamentos. Antivirais e antibióticos podem ser utilizados de forma conjunta, uma vez que os tipos viral e bacteriano são os mais freqüentes da doença.

No caso de Meningite fúngica, médicos recorrem ao uso de fungicidas. Entretanto, esses fármacos normalmente causam efeitos colaterais e só são receitados quando a infecção por fungos realmente é comprovada.

Quando ela é causada por motivos não-infeccioso, como reações químicas, câncer, ou reações à medicamentos, corticóides são usados para o tratamento.

Pode Trazer Complicações

Quando não tratada, a meningite pode evoluir e oferecer uma série de complicações. Por isso, um rápido diagnóstico e um tratamento adequado são importantes para todo paciente que for diagnosticado com a doença.

Dentre as complicações mais comuns que podem acometer os pacientes estão:

  • Danos cerebrais permanentes;
  • Perda de memória;
  • Atraso no desenvolvimento motor e cognitivo;
  • Infertilidade;
  • Convulsões;
  • AVC;
  • Falência ou deficiência de funcionamento dos rins;

 

Como Prevenir?

A vacina contra o Haemophilus influenzae tipo B faz parte do calendário oficial de vacinação e é eficaz na prevenção da doença. Além disso, a vacina conjuga contra meningite por meningococo é outra forma importante de fornecer proteção.

Uma alimentação balanceada, repleta de vitaminas e minerais também funciona como prevenção. Pois fortalece o sistema imunológico e impede que agentes infecciosos como vírus, fungos e bactérias invadam o organismo e causem esse problema de saúde.

Caso você queira receber mais informações sobre como prevenir e tratar doenças por meio da alimentação estratégica, sem precisar ingerir vários remédios por dia, basta clicar no botão abaixo e se cadastrar.

Ao se cadastrar no meu Portal “Dr. Rocha Com Você”, você terá acesso a informações de elevado nível de evidência científica que irão revolucionar a sua qualidade de vida e te fornecer muito mais saúde.

 

Tem um conteúdo incrível esperando por você!

Com isso chegamos ao fim de mais um conteúdo inteligente e informativo.

Gostou? Deixe um comentário, curta e compartilhe.

Eu vou ficando por aqui.

Me despeço desejando paz, felicidade, saúde e sorte.

Grande abraço.

Nos vemos em breve.

Dr. Rocha 

Posts Relacionados

Comentarios

  1. Ivone

    Dr Rocha quero só agradecer a você por ajudar tantas pessoas

    • suporte@drrocha.com.br

      Obrigado!
      Equipe Dr. Rocha.

  2. Raquel Correa

    Olá Dr.Rocha o café pode ser consumido por diabéticos

    • suporte@drrocha.com.br

      Sim!
      Equipe Dr. Rocha.

  3. Núbia

    Dr Rocha a pascoa esta chegando, diabeticos podem comer chocolate?

  4. Gabrielli

    Como faço pra adquerir o livro Diabetes controlada ?

    • suporte@drrocha.com.br

      O livro físico você encontra nas melhores livrarias do Brasil!
      Equipe Dr. Rocha.

  5. Cida Souza

    Por favor tem como comprar o livro pela internet?

    • suporte@drrocha.com.br

      Procure em livrarias online!
      Equipe Dr. Rocha.

  6. Sônia Dutra

    Muito perigoso. Parabéns pelo texto

    • suporte@drrocha.com.br

      Obrigado!
      Equipe Dr. Rocha.

  7. Reginaldo

    Como ter uma alimentação saudavel?

  8. Tereza

    Dr rocha
    meu marido tem diabetes e ama ovo
    pode comer?

    • suporte@drrocha.com.br

      Pode!
      Equipe Dr. Rocha.

  9. Catarina

    Qual o endereço do suporte? Não consigo acessar minha conta

  10. Alexandre

    quais sao os tipos de meningite que existem?

    • suporte@drrocha.com.br

      Como foi dito no artigo acima: “Os três tipos existentes são: Viral; Bacteriana; Fúngica.”
      Equipe Dr. Rocha.

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário