Venlafaxina → Conheça os Riscos Desse Medicamento!

Olá, aqui é o Dr. Rocha. No texto de hoje irei falar sobre um medicamento bastante curioso que levanta uma série de polêmicas no que diz respeito à sua utilização. Estou falando da Venlafaxina.

Antes de continuar com esse texto, gostaria de deixar claro para todos que todo o conteúdo a seguir possui caráter meramente informativo. Caso você esteja passando por algum tipo de tratamento ou então tenha recebido orientações para fazer uso de determinado fármaco, não tome nenhuma ação sem antes falar com um médico de sua confiança. Preze sempre por sua saúde.

 

Venlafaxina

A venlafaxina é o princípio ativo de uma série de medicamentos comercializados como o intuito de agirem como antidepressivos e também em uma série de transtornos de ansiedade. Entre os nomes comercias mais conhecidos dos medicamentos que contêm a venlafaxina como principal componente estão:

  • Efexor;
  • Alenthus XR;
  • Venlift OD;
  • Venlaxin.

remédioO cloridrato de venlafaxina é um antidepressivo da classe dos antidepressivos inibidores seletivos da receptação da serotonina e da noradrenalina. Trata-se de um medicamento heterocíclico de terceira geração com efeitos sobre serotonina e noradrenalina.

Trata-se de um fármaco exclusivo sem ligações químicas com nenhuma outra classe de medicamentos antidepressivos.

O medicamento é comercializado somente sob a forma de comprimidos com as dosagens de 37,5; 75 e 150 mg.

Habitualmente, médicos recomendam doses iniciais de 75 mg diárias do fármaco de maneira conjunta com as refeições. Porém, dependendo exclusivamente da condição de saúde de cada paciente, as dosagens podem atingir até 350 mg diariamente divididas entre 2 e 3 administrações.

 
A Venlafaxina, substância presente no fármaco, e a O-desmetilvenlafaxina (ODV) – que é o seu metabólito ativo – são inibidores da receptação neuronal dos neurotransmissores dopamina, norepinefrina e serotonina. Ou seja, o fármaco age aumentando a quantidade dessas substâncias no sistema nervoso causando a melhora dos quadros de depressão, tristeza e ansiedade.

Normalmente os efeitos benéficos da utilização desse medicamento podem ser sentidos ou observados dentro de um período de aproximadamente 5 dias após o início da administração do mesmo.

Embora seja um medicamento utilizado para trazer melhorias no estado de saúde, a utilização de Venlafaxina pode causar efeitos colaterais totalmente indesejados que podem ser amenizados ou então neutralizados com a utilização de alternativas naturais benéficas à nossa saúde.

Indicações de Uso

As principais indicações de uso da Venlafaxina são:

  • Tratamento de depressão;
  • Tratamento de ansiedade;
  • Tratamento de depressão associada à ansiedade;
  • Prevenção de recaídas em tratamentos relacionados à depressão;
  • Tratamento em longo prazo do Transtorno de Ansiedade Generalizadas;
  • Tratamento do Transtorno de Ansiedade Social – conhecido como fobia social;
  • Tratamento de Síndrome do pânico. 

Efeitos Colaterais

A exemplo do que ocorre com muitos outros medicamentos, a utilização desse fármaco também é capaz de proporcionar uma série de efeitos colaterais aos pacientes que o utilizam como forma de tratamento.

Entre os principais efeitos colaterais da Venlafaxina eu cito:

  • Boca seca;
  • Sensação de aperto no peito;
  • Dificuldades para engolir ou respirar;
  • Inchaços na face, mãos, pés e garganta;
  • Reações alérgicas como coceira e prurido;
  • Taquicardia;
  • Pressão alta;
  • Visão turva;
  • Dilatação de pupilas;
  • Tonturas ou vertigem;
  • Desmaio;
  • Convulsões;
  • Euforia;
  • Hiperatividade;
  • Insônia.

Alternativa Natural

alimentação saudávelComo disse no começo desse artigo, sempre que for possível, devemos utilizar alternativas naturais para o tratamento das mais variadas condições de saúde que podem nos acometer. E claro: prevenir ou neutralizar os possíveis efeitos colaterais que a utilização de remédios tradicionais pode causar ao nosso organismo. Quando falamos em transtornos de ansiedade e depressão, isso também é possível.

A primeira atitude que devemos tomar é a adoção de uma alimentação saudável. De maneira conjunta, a prática de atividade física também é de suma importância, afinal a união de ambas as medidas irá fornecer ao organismo vitaminas, minerais, facilitará a secreção hormonal e potencializará o funcionamento de neurotransmissores, proporcionando sensações de bem-estar, tranquilidade e felicidade.

Com a evolução das técnicas agrícolas, os alimentos são plantados e coletados em intervalos de tempo cada vez menores. Essa prática diminui muito a qualidade nutricional de um grande número de alimentos. Por causa disso, eu acredito que apenas uma alimentação saudável já não é mais suficiente para garantir nossa saúde. É aí que entra a fitoterapia.

Fitoterápicos são suplementos de origem natural. Seus princípios ativos são diretamente retirados de plantas medicinais e alimentos funcionais.

De modo comum, esses compostos naturais são armazenados e consumidos em cápsulas. Isso garante sua administração, absorção e efeitos benéficos ao organismo sem que haja qualquer tipo de problema. Por serem compostos naturais, os fitoterápicos dificilmente causam efeitos colaterais.

Por esse motivo, eu acredito que a utilização de suplementos fitoterápicos é cada vez mais necessária na vida de todas as pessoas. Porém, para que essa suplementação ocorra de maneira saudável e adequada é necessário que haja conhecimento e informações confiáveis sobre o assunto.

Pensando nisso, eu lancei o portal Viver Nature. Nele você encontra tudo o que você precisa saber sobre esse tema. Você aprender a utilizar remédios naturais que atacam a raiz do seu problema. Cadastre-se para receber vídeos gratuitos explicando o passo a passo para desintoxicar. Clique aqui para saber mais.

 

Contraindicações

A utilização da Venlafaxina é contraindicada nas seguintes situações:

  • Mulheres que estejam grávidas e/ou então querendo engravidar;
  • Mulheres que estejam em período de aleitamento;
  • Pacientes que possuem pressão alta incontrolada;
  • Pacientes que apresentem algum tipo de problema no coração;
  • Pacientes que apresentam episódios de convulsão;
  • Pacientes com altas taxas de colesterol sanguíneo;
  • Pacientes com transtorno de bipolaridade;
  • Pacientes que possuam distúrbios de coagulação;
  • Pacientes que sejam alérgicos a qualquer um dos compostos presentes no medicamento.

Como costumo dizer, nenhum medicamento deve ser utilizado sem que haja qualquer tipo de indicação ou prescrição médica. A automedicação pode trazer danos irreversíveis à nossa saúde.

Eu vou ficando por aqui.

Se você possui algum tipo de dúvida sobre o uso da venlafaxina ou tem experiência no uso desse medicamento, deixe um comentário. Vamos promover a troca de informações inteligentes nesse espaço. Dessa maneira, todos nós saímos ganhando.

Me despeço desejando saúde, paz, felicidade e sorte.

Forte abraço e até a próxima.

Dr. Rocha 

Posts Relacionados

Comentarios

  1. Maria Helena

    Dr, Rocha eu gostaria que o Sr me falace um pouco sobre o
    Oristrate, se pode usar o óleo de coco junto com ele.estou
    Curiosa quanto a isso,por favor quando dê o Sr. Me explica. Abraço

  2. Darlene

    Com certeza o Dr Rocha me salvou e salvou meu marido que é diabetico e estava muito mal. Muito obrigada Dr

    • suporte@drrocha.com.br

      É ótimo ler isso, Darlene!
      Equipe Dr. Rocha.

  3. Gabriela

    Tive taquicardia, não recomendo

    • suporte@drrocha.com.br

      Que pena, Gabriela. 🙁
      Equipe Dr. Rocha.

  4. luciana castro

    que perigo

    • suporte@drrocha.com.br

      🙁
      Equipe Dr. Rocha.

  5. Adriana

    Obrigada por falar sobre esse assunto doutor Rocha

    • suporte@drrocha.com.br

      😉
      Equipe Dr. Rocha.

  6. Clarice

    Fale sobre a depressão por favor

  7. Betina

    O que tem a me dizer sobre ansiedade?

  8. Agnes

    Qual remedio posso usar sem ser esse?

    • suporte@drrocha.com.br

      Não recomendamos nenhum tipo de medicamento, procure um médico presencial!
      Equipe Dr. Rocha.

  9. Rodrigo Fonte

    Dr esses efeitos colaterais podem aparecer depois do uso?

    • suporte@drrocha.com.br

      Infelizmente, Rodrigo.
      Equipe Dr. Rocha.

  10. Jessica

    Eu ja tomava antes mas agora engravidei, o que eu faço?

    • suporte@drrocha.com.br

      Recomendamos que procure um médico presencial!
      Equipe Dr. Rocha.

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário