Conjuntivite → Descubra um Método Simples de Prevenção

Olá, aqui é o Dr. Rocha. Hoje irei falar sobre uma doença bastante comum e mais do que conhecida por muitas pessoas, mas que ainda causa muitas dúvidas em todos. Estou me referindo à conjuntivite.

 

O que é

A conjuntivite é uma doença que afeta a visão e que causa inflamações na conjuntiva – membrana fina e transparente que reveste a parte da frente dos olhos e também a esclera – também conhecida como parte branca do olho.

A inflamação pode afetar ambos ou apenas um olho, porém é mais comum que os dois olhos sejam afetados devido à proximidade de um com o outro.

Esse tipo de inflamação normalmente dura entre 7 e 14 dias e é muito mais frequente no verão. A doença se caracteriza por extrema coceira e vermelhidão dos olhos.

Diferentes Tipos

Embora muita gente não saiba, existem diferentes tipos de conjuntivite. Entre os principais eu cito:

  • Alérgica;
  • De inclusão;
  • Viral;
  • Bacteriana;
  • Fúngica.

A seguir vou falar sobre cada um dos tipos da doença.

Conjuntivite Alérgica

Conjuntivite AlérgicaComo o próprio nome já diz, esse tipo é causado por alguma substância alergênica que irrita os olhos. Dentre os principais causadores desse tipo estão: poeira, pelos de animal e principalmente o pólen.

Esse tipo da doença não é transmissível. Por isso, a pessoa com esse tipo da doença pode trabalhar, ir à escola e fazer as demais atividades do dia a dia, normalmente.

Conjuntivite de inclusão

É causada por um micro-organismo chamado Chlamydia Trachomatis, presente no trato genital de adultos. A duração desse tipo da doença costuma ser maior e normalmente afeta jovens sexualmente ativos.

Normalmente a este tipo é tratado com  azitromicina.

Conjuntivite viral

Essa é forma mais comum de todas. Normalmente é causada por vírus chamado adenovírus.

Esse é o tipo mais transmissível. A pessoa pode se infectar por meio de secreções oculares, se encostar a mão nos olhos ou tocar em algum objeto que outra pessoa também tocou.

Conjuntivite bacteriana

Trata-se de um tipo mais raro da doença. São poucas as bactérias que tem o poder de causar esse tipo de problema de saúde. A transmissão ocorre normalmente entre secreções, sendo que uma das pessoas precisa estar contaminada.

No tipo bacteriana é importante o contato pessoal para que a transmissão ocorra. Dividir toalhas, talheres e roupas de cama são as principais formas de contaminação.

A utilização de um colírio com antibiótico é capaz de reverter esse tipo sem grandes problemas.

Conjuntivite fúngica

De todos os tipos é o mais raro. Geralmente esse tipo da doença ocorre quando a pessoa se acidenta com algum tipo de madeira nos olhos ou quando não limpa as lentes de contato adequadamente.

Principais Sintomas

Os sintomas de conjuntivite são clássicos e conhecidos. São eles:

  • Olhos vermelhos;
  • Lacrimejamento em excesso;
  • Pálpebras inchadas;
  • Sensibilidade à luz;
  • Visão embaçada;
  • Visão borrada;
  • Desconforto nos olhos;
  • Coceira nos olhos.

No caso do tipo viral (mais comum) os olhos podem apresentar um pouco de secreção branca.

 

Tratamento

Evitar coçar os olhosNão existem tratamentos específicos para a conjuntivite em termos gerais. Isso normalmente é determinado pelo agente que causa a doença.

Quando o paciente é acometido de conjuntivite viral, não existem medicamentos específicos para seu tratamento. É necessário esperar o final do ciclo de vida do vírus que causou o problema de saúde.

Já para o tratamento do tipo bacteriano da doença, é indicado o uso de colírios antibióticos, prescritos somente por um oftalmologista. Atenção: existem colírios que são contraindicados para esse tipo de conjuntivite, podendo agravar o quadro da doença.

Além disso, alguns cuidados especiais também devem ser tomados por pessoas que foram diagnosticadas com esse tipo de problema ocular. Entre os cuidados mais específicos eu cito:

  • Manter as mãos limpas;
  • Evitar colocar as mãos nos olhos, pois pode causar prolongamento da doença;
  • Evitar coçar os olhos – diminuindo a irritação da área;
  • Lavar as mãos antes e após o uso de colírios ou pomadas de tratamento;
  • Evitar encostar os frascos de pomadas ou colírios nos olhos;
  • Evitar a exposição à agentes que possam aumentar a irritação dos olhos, como poeira, fumaça e pólen;
  • Evitar usar lentes de contato enquanto estiver com a doença;
  • Não fazer uso de lentes de contato enquanto estiver fazendo uso de pomadas ou colírios;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal de quem está com conjuntivite;
  • Evitar piscinas.

Alimentação Estratégica pode prevenir o surgimento da doença

Muitas vezes essa doença pode ser evitada através de uma alimentação estratégica. Digo isso pelo simples fato da doença muitas vezes ser causada por agentes invasores como bactérias, vírus ou fungos.

Um organismo fortalecido é capaz de combater esses agentes invasores causadores da doença. E qual a melhor forma de manter um organismo forte? Através de uma alimentação estratégica.

Evitar alimentos ricos em carboidratos e consumir altas doses de vegetais verdes folhosos ricos em vitaminas, como por exemplo: couve, minerais e compostos antioxidantes, bem como gorduras de qualidade e proteínas de alto valor biológico são ótimas maneiras de manter o sistema imunológico em pleno funcionamento.

 

Alternativas Naturais também são Importantes

alecrimOutra maneira de manter o sistema imunológico forte e funcional se dá através da utilização de compostos naturais, conhecidos como fitoterápicos.

Os fitoterápicos são compostos naturais retirados diretamente de plantas medicinais e alimentos funcionais capazes de aumentar as defesas do nosso organismo de modo natural e eficaz.

Dessa maneira, utilizar compostos naturais sob indicação correta e adequada feita por um profissional capacitado irá fortalecer as defesas do organismo e deixará doenças como a conjuntivite totalmente afastada.

Uma alimentação estratégica de modo conjunto com alternativas naturais são hoje a melhor forma de alcançarmos e mantermos uma saúde de qualidade.

Eu vou ficando por aqui.

Se você gostou do nosso artigo, deixe um comentário, compartilhe em suas redes sociais.

Me despeço desejando saúde, paz, felicidade e sorte.

Forte abraço e até próxima.

Dr. Rocha

Posts Relacionados

Comentarios

  1. Alzira

    Minha filha teve conjuntivite quando era bebe, gostei de ler sobre isso Doutor

    • suporte@drrocha.com.br

      😉
      Equipe Dr. Rocha.

  2. Poliana

    Fiquei bastante preocupada quando tive isso, o artigo está muito esclarecedor.

    • suporte@drrocha.com.br

      😉
      Equipe Dr. Rocha.

  3. Eliana Paixão

    Obrigada Dr por nos ajudar, minha saude melhorou muito e minha diabetes está controlada. Gosto sempre de aprender com vc

    • suporte@drrocha.com.br

      Que bom ler isso! 😉
      Equipe Dr. Rocha.

  4. Kessia

    Ótimo!! muito bem explicado.

    • suporte@drrocha.com.br

      Obrigado!
      Equipe Dr. Rocha.

  5. Catarina

    O artigo está muito bem esclarecido

    • suporte@drrocha.com.br

      Que bom que gostou!
      Equipe Dr. Rocha.

  6. Telma

    Dr Rocha conjuntivite é contagioso?

    • suporte@drrocha.com.br

      A conjuntivite viral e a conjuntivite bacteriana são transmissíveis.
      Equipe Dr. Rocha.

  7. Hilda

    Qual colirio devo usar?

    • suporte@drrocha.com.br

      Não recomendamos nenhum tipo de medicamento, procure um médico presencial!
      Equipe Dr. Rocha.

  8. Marta

    Como faço para saber se meu olho está vermelho por conta disso?

    • suporte@drrocha.com.br

      Recomendamos que procure um médico presencial para que ele posa analisar seu quadro clínico.
      Equipe Dr. Rocha.

  9. Juliene

    Qual o o contato do suporte?

  10. geisa

    aonde compro o viver nature

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário