Prisão de Ventre → Causas, Consequências e A Solução! (DESCUBRA AQUI!)

Olá, aqui é o Dr. Rocha falando e hoje abordaremos um tema muito comum para muitas pessoas: A prisão de ventre.

O que é Prisão de Ventre?O que é Prisão de Ventre

A prisão de ventre também é conhecida por outros nomes, como intestino preso ou então constipação intestinal. Esse problema acontece quando os movimentos do intestino se tornam difíceis de ocorrer, ou então menos frequentes.

Esse comprometimento dos movimentos intestinais aliado às fezes ressecadas tornam a evacuação algo muito difícil, de grande esforço, causando sensações de cólica e desconforto.

A prisão de ventre não é definida necessariamente levando em consideração o número de vezes que uma pessoa vai banheiro, uma vez que o número de evacuações entre pessoas é algo muito particular de cada organismo. Você pode ir ao banheiro a cada dois ou três dias, e se sua evacuação não for desconfortável e/ou então você não tiver cólicas, pode-se afirmar que sua evacuação é normal, por exemplo.

 Muitas pessoas podem ir ao banheiro de maneira diária, porém demonstram dores, dificuldades e desconforto na hora de evacuar. Portanto, este tipo de pessoa possui prisão de ventre.

Causas

Sou bastante questionado por meus alunos da seguinte forma: Dr. Rocha, afinal, quais são as causas da prisão de ventre?

A prisão de ventre é uma doença que pode possuir diferentes causas. Dentre as principais é possível citar:

  • Bloqueios no cólon ou reto: Bloqueios na região do cólon ou do reto podem retardar ou até mesmo parar o movimento das fezes. Fissura anal; Obstrução intestinal, câncer de cólon, estreitamento de cólon e câncer retal, estão entre os principais motivos de bloqueios no cólon ou reto que podem levar ao surgimento da prisão de ventre;
  • Problemas Neurológicos: Doenças que afetam o sistema nervoso normalmente alteram os movimentos peristálticos do intestino, causando assim a prisão de ventre; entre os principais problemas neurológicos, que causam a constipação intestinal estão: Esclerose múltipla, Doença de Parkinson, AVC e lesões na medula.
  • Problemas musculares: Doenças que afetam os músculos da pelve também podem contribuir para o surgimento do intestino preso.
  • Condições hormonais: Doenças e/ou então condições que atrapalham o bom funcionamento dos hormônios podem levar a prisão de ventre, entre as mais famosas podemos citar diabetes, hipotireoidismo, hipertireoidismo e gravidez, por exemplo.
  • Outras condições: Ingestão insuficiente de água, flora intestinal escassa, sedentarismo, uso excessivo de laxantes, depressão, transtornos alimentares, síndrome do intestino irritável, estresse, resistência ao impulso de defecar, consumo de álcool e medicamentos em excesso também são causas comuns da prisão de ventre.

SintomasSintomas

A prisão de ventre é uma doença que pode ser reconhecida de maneira fácil e rápida, desde que seu portador se atente aos principais sintomas, que são:

  • Grande esforço durante a evacuação;
  • Fezes duras e mais escuras do que o normal;
  • Evacuação incompleta, ou seja, quando você vai ao banheiro, mas não saiu totalmente aliviado;
  • Duas ou menos evacuações por semana;
  • Inchaços acompanhados de dores abdominais;
  • Vômitos.

Tratamento

O tratamento para prisão de ventre na maioria das vezes consiste em pequenas mudanças no estilo de vida e alimentação da pessoa, porém, em alguns casos os tratamentos podem ser mais específicos e envolver os seguintes princípios:

Medicamentos: Como a constipação pode ter várias causas o uso de medicamento visando atingir a causa do intestino preso é uma forma comum de tratamento. Neste caso, se o problema é de cunho emocional, medicamentos voltados para este objetivo podem ser receitados.

Laxantes: Em casos muito isolados, médicos podem oferecer laxativos especiais aos pacientes constipados para eliminação das fezes.

Biofeedback: Nada mais é do que a utilização de dispositivos que auxiliam na motilidade dos músculos da pelve e do intestino facilitando a liberação das fezes.

Cirurgia: Utilizada somente como último recurso, após todas as opções de tratamento não terem surtido qualquer efeito positivo.

Porém, a alimentação é um fator importante e essencial na prevenção e tratamento do intestino preso. Mais adiante, falarei melhor sobre isto.

Consequências da Prisão de Ventre Para a SaúdeConsequências da Prisão de Ventre Para a Saúde

A prisão de ventre é uma doença/condição totalmente danosa ao organismo de seu portador, pois ela atrapalha diversas condições fisiológicas. Uma pessoa que possui intestino preso possui dificuldades para emagrecer, pois possui fezes “estacionadas” em seu organismo.

A prisão de ventre pode também levar ao desequilíbrio hormonal de seus portadores, agravando quadros de diabetes, e hipotireoidismo, por exemplo.

 Além disso, o sistema imunológico do paciente tende a ficar debilitado, uma vez que as bactérias benéficas da flora intestinal estão totalmente reduzidas em decorrência do estacionamento fecal no intestino, diminuindo assim a absorção de nutrientes benéficos e essenciais para o bom funcionamento do organismo.

Portadores de prisão de ventre podem ainda desenvolver algumas complicações tais como hemorroidas, fissura anal, acumulo de fezes endurecidas que ficam presas no intestino – necessitando uma lavagem para sua retirada, além da possibilidade de prolapso retal.


A Solução

Uma das melhores maneiras de se prevenir ou então vencer a constipação intestinal é através da alimentação.

A alimentação inteligente e estratégica que consiste no consumo de vegetais folhosos como rúcula, couve, espinafre e brócolis, por exemplo. Por serem ricos em vitaminas e minerais, esses vegetais auxiliam a realização de movimentos peristálticos intestinais, algo que previne e/ou então elimina os desconfortos causados pela prisão de ventre.

Além dos vegetais verdes folhosos, uma ótima maneira de prevenir a constipação é através da ingestão de iogurtes naturais que sejam ricos em bactérias benéficas. Esses iogurtes são ricos em proteínas de alto valor biológico, o que estimula toda a contração e movimentação muscular do intestino, e também possuem bactérias em sua composição.

Essas bactérias, que são benéficas, auxiliam na formação e manutenção de toda a flora intestinal prejudicada pela prisão de ventre, devolvendo ao paciente um bom funcionamento intestinal, qualidade de vida e consequentemente saúde.

Morango e abacate também são ótimas opções de alimentos para tratar a constipação intestinal. A quantidade de fibras presentes nestas frutas, junto aos fitoquímicos e gorduras benéficas (no caso do abacate), proporcionam um funcionamento ideal do intestino.

Além disso, a ingestão frequente de água também é fundamental para um bom trânsito intestinal.

Por isso, reforço o que digo sempre: preze por uma alimentação inteligente e estratégica, com boas escolhas alimentares e colha os frutos disso, uma saúde plena e qualidade de vida.

A Solução

Eu vou ficando por aqui.

Me despeço de você desejando saúde e felicidade.

Gostou do nosso texto? Curta, compartilhe e também comente.

Forte abraço e até a próxima.

1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (59.873 votes, average: 4,90 out of 5)
Loading...

Posts Relacionados

Comentarios

  1. Francisca Pedrina

    sim eu gostei muito e peço a Deus que ti abençoe sempre obrigada logo vou me matricular guando eu estive condições ate um abbraço

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá Francisca , tudo bom!
      Aguardamos você em nosso grupo de alunos !
      Grande Abraço
      Equipe de suporte

  2. LEANE FEITEN

    Gostei muito, pois tbem sofro com isso, meu problema não é feses rececadas , vou até duas vezes ao dia ao banheiro, mas tenho muitos gases e bem fedidas, como bastante frutas e verduras e tomo muita água, junto tomo chimarao. há tbem não tenho flora intestinal já estou um ano fazendo o uso de lactobacilos e ainda não senti melhora no meu intestino. gostaria de ajuda. obrigada;
    Leane

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom!
      Nosso atendimento é realizado apenas por e-mail!
      Envie-nos sua dúvida para nosso e-mail de atendimento : suporte@drrocha.com.br assim poderemos lhe auxiliar
      melhor sobre nosso tratamento!
      Equipe de suporte.

  3. Katia Gonçalves

    Muito bom, tenho conseguido bons resultados.

  4. Genilton F.Ferreira

    Gostei do que linda e quero as aulas para baixar O diabetes como faço para adquirir
    Obrigado

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom! Para saber mais sobre os nossos programas ou atendimento para os alunos do Dr. Rocha, acesse nosso e-mail de atendimento: suporte@drrocha.com.br.
      Aguardamos seu contato!
      Equipe de suporte!

  5. Patricia

    Sim, eu gostei bastante! Como faço pra entrar no grupo?

    • suporte@drrocha.com.br

      Olá, tudo bom! Para saber mais sobre os nossos programas ou atendimento para os alunos do Dr. Rocha, acesse nosso e-mail de atendimento: suporte@drrocha.com.br.
      Aguardamos seu contato!
      Equipe de suporte!

  6. Gorete Cruz

    Gostei bastante do texto bem esclarecedor. Parabéns!

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário