Pré-Diabetes → Entenda Tudo e Previna-se Desse Problema!

Olá, caro leitor. Aqui é o Dr. Rocha mais uma vez. Como vai você? Hoje vamos falar sobre um problema de saúde silencioso e, por conta disso, causa aflição e preocupação nas pessoas. Estou me referindo à pré-diabetes.

 

O que é? Você sabe?

o que é pré diabetesO pré-diabetes é uma condição de saúde que antecede a instalação do diabetes tipo II. Durante esse momento, os níveis de glicose no sangue começam a se elevar e ficam acima dos considerados normais e abaixo dos valores de diabetes.

Assim como os níveis de glicose sanguínea se alteram, os níveis de insulina também sofrem variações.

Profissionais da saúde costumam chamar o estado de pré-diabetes como resistência à insulina.

Ou seja, durante essa condição de saúde o pâncreas aumenta a produção de insulina com o intuito de diminuir os níveis de açúcar no sangue.

Problema de Saúde com poucos Sintomas

Diferente do que ocorre no diabetes, o pré-diabetes normalmente não costuma apresentar sintomas clássicos como sede, aumento do volume urinário e fome. Muitas vezes as pessoas descobrem que estão pré-diabéticas durante exames de rotina.

Os sintomas mais comuns desse problema de saúde são:

  • Manchas escuras de aspecto aveludado sob a pele na região de dobras (como pescoço, cotovelo e axilas);
  • Grandes variações de peso para cima ou para baixo;
  • Dificuldade na cicatrização de pequenos machucados (como cortes e arranhões).

Causas Específicas

Muitas de minhas alunas não conheciam essa condição de saúde e me questionaram curiosas: Dr. Rocha, quais são as causas do pré-diabetes?

Por ser um problema de saúde que antecede o diabetes, as causas do pré-diabetes são praticamente as mesmas:

  • Sobrepeso e obesidade;
  • Histórico familiar;
  • Sedentarismo;
  • Alterações hormonais;
  • Consumo de alimentos ricos em carboidratos.

O pré-diabetes é uma condição de saúde multifatorial. Ou seja, precisa de várias causas para se instalar em um indivíduo.

Como é feito o Diagnóstico?

Para que o diagnóstico seja feito de modo correto, é necessário que exames laboratoriais sejam feitos.

Os exames mais solicitados pelos médicos são:

Glicose em jejum

Um valor de referência considerado normal para a glicose em jejum é de 99 mg/dL. Para ser considerado diabético o paciente deve apresentar valores superiores a 125 mg/dL.

Portanto, quando um indivíduo é submetido a um exame de glicose em jejum e apresenta valores que variem entre 100mg/dL e 124 mg/dL ele é considerado pré-diabético.

Hemoglobina glicada

O exame de hemoglobina glicada tem como objetivo demonstrar os níveis de glicose dos últimos 90 dias. O valor de referência limítrofe para ausência de problemas de saúde é de 5,8%. Valores acima de 6,4% significam pré-diabetes.

Um exame de hemoglobina glicada com valores entre 5,8% e 6,4% significa que a pessoa está pré-diabética.

Somente com o resultado desses exames em mãos é que o médico será capaz de dar um diagnóstico correto sobre presença ou ausência de pré-diabetes.

Complicação

O pré-diabetes só possui um tipo de complicação. Evoluir para o diabetes tipo 2 propriamente dito.

Essa evolução geralmente ocorre de maneira progressiva e direta. Isso por conta, da maioria das pessoas não terem conhecimento de que estão pré-diabéticas. Quando os sintomas surgem, o diabetes já está instalado.

Tratamento Recomendado

O tratamento do pré-diabetes visa basicamente alterar hábitos alimentares e dar início a atividades físicas de modo regular. A união dessas duas recomendações é eficaz para redução de peso e consequentemente regressão da doença.

 

Pacientes pré-diabéticos normalmente estão com sobrepeso ou são obesos. Quando há uma redução de 7% a 10% do peso total, o organismo já se recupera de modo bastante significativo em termos de metabolismo.

O resultado é a diminuição dos níveis de glicose no sangue e normalização da ação da insulina.

O que não comer quando o pré-diabetes for diagnosticado?

O diabetes e o pré-diabetes são problemas de saúde diretamente relacionados à alimentação.

É importante manter uma alimentação inteligente, pobre em carboidratos ruins que fazem com que os níveis de glicose se elevem rapidamente no sangue. Isso faz com que o organismo produza insulina para levar essa glicose para dentro das células.

No entanto, quando há mais glicose do que o organismo necessita, essa é armazenada sob a forma de gordura corporal para ser utilizada posteriormente.

O excesso de gordura corporal e os altos níveis de glicose no sangue causam resistência à insulina. Ou seja, a pré-diabetes.

Por isso, devemos evitar o consumo de alimentos ricos em carboidrato.

Quais Tipos de Alimentos Consumir?

Os alimentos que devem ser preconizados por quem foi diagnosticado com pré-diabetes são:

  • Proteínas;
  • Gorduras de qualidade;
  • Vegetais verdes folhosos.

Proteínas

As proteínas promovem saciedade. Além disso, são responsáveis por dar suporte ao sistema imunológico e uma série de tecidos corporais como músculos, unhas, cabelos e pele.

Iogurte, kefir, carne, frango e peixes são ótimas opções de alimentos ricos em proteínas.

Gorduras de Qualidade

As gorduras de qualidade são responsáveis pelo fornecimento de energia para o organismo. Além disso, elas também auxiliam na secreção de hormônios.

Os alimentos ricos em gordura são: manteiga, queijos, óleo de coco, azeite de oliva, azeitona e banha de porco.

Vegetais verdes folhosos

Os vegetais verdes folhosos são responsáveis pelas vitaminas e minerais. Também conhecidos como reguladores, esses alimentos auxiliam na regulação de uma série de eventos em nosso organismo.

Espinafre, couve, brócolis, chicória, alface, couve-flor, rúcula, almeirão, são ótimas opções de vegetais verdes folhosos.

 

Atividade Física também é Importante

atividade física para diabéticosAliada à alimentação, a atividade física também é importante.

Praticar exercício físico aumenta o gasto energético e facilita a entrada de glicose nas células. O resultado é a reversão do pré-diabetes e o ganho com saúde.

Alimente-se de modo adequado, pratique atividades físicas de modo regular e tenha uma vida plena e feliz.

Infelizmente aqui no Brasil não se fala muito em prevenção, a doença só é levada a sério quando já está instalada na vida das pessoas.

Por esse motivo eu criei um portal Online em que compartilho com vocês informações valiosas como essa de hoje. Assim, além de tratar as doenças, você vai aprender a identificar os sintomas e a blindar o seu corpo contra elas.

Caso você tenha interesse, clique aqui para se cadastrar e receber mais informações sobre a medicina VERDADEIRA que vai revolucionar a sua saúde para sempre!

Ao se cadastrar no meu Portal Dr. Rocha Com Você, você aprender a se cuidar sozinho e a se prevenir contra doenças que te afetam sem que você perceba.

 

Com isso, finalizo mais um conteúdo de qualidade.

Espero que você tenha gostado do artigo de hoje e que ele te motive a cuidar da sua saúde a partir de hoje!

Por favor, não deixe para depois… A sua saúde é o bem mais precioso! Combinado?

Gostou do texto?

Curta, deixe um comentário e compartilhe em suas redes sociais. Vamos espalhar saúde juntos!

Eu vou ficando por aqui.

Me despeço desejando paz, amor, felicidade e sorte.

Grande abraço

Dr. Rocha

Posts Relacionados

Comentarios

E ai gostou? Deixe aqui seu comentário